Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A dona da minha paz.

De que adianta querer
Amar tanto assim e sofrer
Se nem ao menos posso ver
A flor da minha paixão
Eu sei que ela existe
E deixa a minha alma triste
E em viver distante ela insiste
Machucando o meu coração.

Eu vivendo longe dela
E sbendo o quanto é bela
Suplico chamando por ela
Venha ficar do meu lado
A quanto tempo te espero
Bem sabes o quanto te quero
Antes que eu me desespero
Só por querer ser amado.

Me conceda este direito
Tira esta dor do meu peito
Eu te juro e prometo
Te amar sempre mais e mais
Todos os dias da minha vida
Até que a missão seja cumprida
Só te chamarei de querida
És a dona da minha paz.

O coração batendo aflito
Pois aquele anjo bonito
Me negando o veredito
Do meigo amor que procuro
Mas vou seguir te amando
Sofro mas fico te esperando
Olhe pra mim estou chorando
Só amo voce eu te juro.
Pedro Nogueira
Enviado por Pedro Nogueira em 01/12/2007
Código do texto: T761180
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Nogueira
Campinas - São Paulo - Brasil, 64 anos
6223 textos (165303 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 18:11)
Pedro Nogueira