Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tanatopraxia - Uso correto da pressão do infusor

A TANATOPRAXIA é uma completa desinfecção e conservação do cadáver. O propósito prioritário da TANATOPRAXIA e a desinfecção. Destruir uma vasta gama de microorganismos que produzem uma variedade de doenças.Visto com o morrer da pessoa, muitos agentes patogênicos morrem de forma imediata, mas muitos deles sobrevivem grandes períodos de tempo nos tecidos mortos, podendo estes contaminar outros seres com o seu contacto.
Também existe a possibilidade de organismos virulentos serem transmitidos a terceiros.
Com a aplicação da Tanatopraxia pode-se garantir nas normas internacionais o transporte do cadáver tendo sempre objetivo na preparação do cadáver para uma apropriada apresentação aos familiares.

Tempo de degradação e putrefação cadaverica:CRONOTANATOGNOSE
A) Perda de Peso: Observações comprovam que os cadáveres perdem em média 8 g/Kg/dia.
B) Algidez: Em nosso meio estima-se, por observações, que nas primeiras 3 horas a queda de
temperatura do cadáver é de meio grau (0,5°) por hora. A partir da quarta hora é de 1° por hora.
C) Livores de Hipóstase: Surgem em geral 2 a 3 h. após a morte, fixando-se definitivamente em
torno de 8 a 10 h."post mortem".
D) Rigidez Cadavérica: Surge na mandíbula depois da 2ª hora; em seguida nuca (2-4 h.); nos
membros (4-6 h.) e nos músculos do tórax (6-8 h.).
E) Mancha Verde Abdominal: Em média surge entre 18 a 36 horas. Tem início na fossa ilíaca
direita.
F) Gases de Putrefação:
lº DIA: Gases não inflamáveis: CO2, do 2º ao 4º DIA: Gases inflamáveis: HC e H e A partir do 5º
DIA: Gases não inflamáveis: N e NH4.
G) Cristais de Sangue Putrefeito: (WESTENHOFFER-ROCHA). Surgem depois do 3º dia e
permanecem até o 35º dia depois da morte.

A tanatopraxia tem seu efeito de acoordo com a necessidade e o tempo de morte.
O importante benefício social com a aplicação desta metodologia, pode ser observado entre os tempos em que não se praticava a tanatopraxia e os dias de hoje. Na grande maioria das vezes, pode-se atender às necessidades que o cadáver requer. A preparação está diretamente relacionada às condições de falecimento, à "causa mortis", ou às solicitações dos familiares, tais como a preservação por um tempo mais prolongado de velório, para ser trasladado ou mesmo cremado.
Níveis de Tanatopraxia
• Nível 1: recomendada para corpos que serão velados por até 12 horas;
• Nível 2: recomendada para corpos que serão velados por até 24 horas e traslados intermunicipais;
• Nível 3: recomendada para corpos necropsiados (ITEP ou SVO) e para traslados interestaduais.

A tecnica se baseia no tempo de óbito e na pressão de fluidos especificos para o tempo de conservação.
A pressão de infusão é relativa a pressão in vivo de 12x80, sendo este valor caracteristicos com óbitos recentes, devido a resistencia dos vasos. Podendo assim, variar. A pressão do aparelho esta em libras variando de 9 a 12lb/polegadas quadrada. Este valor pode ser traduzido:
atm = 760 mmHg (milímetros de mercúrio)


 0,06804596391x760=51,72mmHg


Usar no injetor de tanatofluid

O pressão de:
Pressão de 9 a 12 lb/pol²

Ex:
9x51,72=465,48mmHg

10x51,72=517,2mmHg

11x51,72=568,92mmHg

12x51,72=620,64mmHg

Sera usado uma pressão menor conforme o tempo de óbito, conservação frigorifica, patologia e observação tecnica do profissional.

Necriopsista
(Sergio)
http://anatomistaenecropsista.blogspot.com/


necropsista
Enviado por necropsista em 22/06/2010
Código do texto: T2334283

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (necropsista). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
necropsista
São Paulo - São Paulo - Brasil, 47 anos
16 textos (85930 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/05/17 16:04)
necropsista