Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poeta Diletante

Poeta diletante eu sou
Diletante na vida sem amor
Opróbrio e insanidade como vapor
Impulsionando-me a escrever com ardor
Naufragando todo o temor
Extirpando de vez o tal pudor
Incrustando o vernáculo num torpor
Perpetuando minha arte sem valor
Poeta diletante eu sou
Que passa a vida a escrever tudo
Do absolutamente nada que tenho a dizer
Mas que também não se deixa esmorecer
Porque as críticas não têm nada haver
Com o acordar e ver o Sol nascer
Me dando impulso de escrever
Que diletante eu sou
E não tenho nada a dizer.
cacaubahia
Enviado por cacaubahia em 20/01/2006
Reeditado em 11/07/2009
Código do texto: T101480

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
cacaubahia
Londrina - Paraná - Brasil, 56 anos
334 textos (36450 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 15:55)
cacaubahia