Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Afeto

I

a síntese
discursa a lógica
meu afeto é tanto
e dízima periódica
não trai a desfaçatez
de algarismos monótonos
mas a precisão definida
em todos os meus ossos
não tem a perspicácia
das matemáticas lides
mas é, no exercício de mim,
um grito que domino.

II

meu afeto
é inócuo
se não a trama do peito
nos meus ossos

meu afeto
há de ser unânime
como a força das formigas
e a placidez dos elefantes

meu afeto
está para a vida
na mesma proporção
em que é lida.

meu afeto
é o exercício
da exata compreensão
do que eu não digo,
Aurélio Aquino
Enviado por Aurélio Aquino em 21/01/2006
Código do texto: T102009
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aurélio Aquino
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 64 anos
375 textos (11645 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:40)
Aurélio Aquino

Site do Escritor