Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

quando idéia

quando idéia,
já tão velha
a matéria,
saio de mim
em aventura
e chego a dizer-me verbo
de estranha criatura
idéia que nem seja tanta
como o músculo
que sustenta a garganta
e me propõe ações
de esperança.

quando matéria,
já tão gasta
a idéia,
ouso dizer do mundo
a razão que meu braço
carrega verbos e fardos
e trunca a rota da fala
com a mesma simplicidade
com que a esperança se deita
na paz de quem nem sabe.
Aurélio Aquino
Enviado por Aurélio Aquino em 21/01/2006
Código do texto: T102020
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aurélio Aquino
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 64 anos
375 textos (11679 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:58)
Aurélio Aquino

Site do Escritor