Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INSANIDADE


Tentei descansar a dor no azul do mar,
Disfarcei meu pranto andando na chuva,
Minha alma não ficou em paz.
Atormentada pela saudade segue sem rumo e sem destino,
Escondida dentro do meu ser.
A dor cala em meu interior,
Alma cativa do desafeto.
Chega ás raias da insanidade,
Sofre em silencio,
Não há como estancar a dor.
Perambula no espaço,
Sem se dar conta de onde está.
Perdida em meu eu,
Cada vez mais distante de mim.


Beijos "ÐäMå Ðë ÑëG®ö"


***
Dama De Negro
Enviado por Dama De Negro em 22/01/2006
Código do texto: T102438

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dama De Negro
São Paulo - São Paulo - Brasil
1890 textos (146142 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:21)
Dama De Negro