Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Suíte São-Bernardense - I. Frenesi

são os sons que vagueiam sem dançar
dentro do ínterim de sangue
do vento lento ao trote presto
da lâmina crua
que de nua, perdura
-cortante maestro-
a vista e penteia
a culpa, ponteia
as preces de rei

a culpa não é segura

os sons reverberam em duo
fortalezas, donzelas, adua
concebendo de vez a promessa ideal:

renascerá ébrio das cinzas, afinal,
tênue desordem imoral,
o capricho ímpar e terminal;
do primeiro ao último:

                       inflamação mental!
 
Augusto Guimarães
Enviado por Augusto Guimarães em 24/01/2006
Reeditado em 25/01/2006
Código do texto: T103274
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Augusto Guimarães
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 29 anos
39 textos (2181 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:42)
Augusto Guimarães