Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bandido

Tu que andas louco,
sublime e torto
que rejeita as vidas
como quem joga baralho

Traz de um exílio
um lobo-guará
que nas noites
que passam, consome com
vidas ... utopias ... risadas ... bares.
 
Uiva nas esquinas
cheirando à carniça
num podre vazio
que anda a mil tramando
segredos ... assaltos ... tombos ... desmaios.

Tu que nas noites
zela calçadas, escombros, praças
como quem varre corredores de casas
levando num rapa novas notas de aluguel.

É lobo, ... você que sai em disparada
numa eloqüência da vida,
tomando por um mau engano
a cólera de todos.
Gustavo Naufal
Enviado por Gustavo Naufal em 25/01/2006
Código do texto: T103444

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Gustavo Naufal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Naufal
Curitiba - Paraná - Brasil, 36 anos
71 textos (2030 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:36)
Gustavo Naufal