Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEU RABO-SONO.

Às vezes,
Eu e o sono
Parecemos o rabo e o cachorro.

Corro atrás dele
E ele de mim.

Quando paro,
Ele para também.
Se corro,
Ele corre mais de mim.

Por outras vezes,
Num contorcionismo canino,
Mordisco o meu rabo-sono
E quase durmo.

Agora, me aconteceu isso.
Meu rabo-sono
Deu bobeira
Chegou bem pertinho de mim
E nessa lombeira
Sem que ele perceba
Vou dormir
Boa noite!
jose antonio CALLEGARI
Enviado por jose antonio CALLEGARI em 27/01/2006
Código do texto: T104827
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jose antonio CALLEGARI
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
475 textos (25267 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:34)