Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O dia acaba sem vontade...

O dia acaba sem vontade...
e começa sem perspectiva...
o caminhar sem rumo...
procurando respostas nos olhos das pessoas...
tentando fazer rir...
os que parecem dispostos a te ouvir...
se perder em pensamentos alucinados...
que não te levam a nenhum lugar...
te prendem dentro da sua mente...
e te fazem gritar...
mas ninguém pode te ouvir...
e você não quer falar...

Existe o momento em que você para de se lamentar...
percebe o dia caminhando...
e a sua inércia começa a te irritar...
as coisas que queria dizer...
começam a fugir sem você perceber...
e mais uma vez se da conta...
que está preso numa tempestade...
criada pela sua mente...
para que talvez assim suas idéias se organizem...

Quer fugir...
quer acabar com a sua raiva...
quer gritar com as pessoas que deveria amar...
mas não ama...
está cansado do jogo...
não tem vencedor num jogo de intrigas...
nas mentiras que são contadas...
nas caras que parecem máscaras...
o lugar...
onde se inicia um teatro...
onde você é o palhaço...
que chora ao invés de sorrir...
e quando dá sua risada...
congela o coração daqueles que tem medo...

A cada dia que passa...
me transformo mais naquele que gostaria de ser...
sem me preocupar com o resultado final...
que ainda é algo obscuro para mim...
quem é essa pessoa que eu quero ser?
onde ele estava escondido até agora?
e porque ele decidiu me matar aos poucos?

O dia ainda vai acabar sem vontade...
a noite vai trazer as sombras que atormentam o meu sono...
e talvez eu grite durante a madrugada...
para lembrar que eu estou vivo...
Daniel Steinberg
Enviado por Daniel Steinberg em 31/01/2006
Código do texto: T106462
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Daniel Steinberg
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 36 anos
152 textos (5507 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 03:46)
Daniel Steinberg