Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cruzeiro Alto



Cruzeiro alto já trocou de ponta
A lua monta o céu da serrania
Atiço as brasas, madrugada fria
Saudade é tanta que já não tem conta
A lua monta o céu da serrania
Cruzeiro Alto já trocou de ponta

Aquento o assado enquanto vou mateando
As minhas rimas viajam com o vento
O peito velho se guasqueia em tentos
Clareia o dia, tenho que ir andando.
Como se um chasque fosse o pensamento
As minhas rimas viajam com o vento

Ergo o recau no lombo da tostada
Outra jornada está pedindo patas
O passaredo acorda em serenata
Eu alço a perna a ver a minha amada
O sol clareia o céu da madrugada
Outra jornada está pedindo patas.
Iberê Machado
Enviado por Iberê Machado em 31/01/2006
Código do texto: T106479
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Iberê Machado
Viamão - Rio Grande do Sul - Brasil
30 textos (3288 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:45)
Iberê Machado