Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uva

Ao comer uma uva
O gosto exótico me fez lembrar algo
De que o céu é coberto de infinidades
Coisas de repentes
Espontâneas
Encontrando-se em um único ponto
A uva

Toda a verdade concreta
Das mais profundas raízes universais
Fabricaram com o nada, a uva
Que agora
Eu, de matéria-prima o nada também
Se alimenta de um fruto
Fruto da verdade concretizada
Que é a uva

Assim isto, como também o resto
O resto que não é humano
Que é da espontaniedade
Tudo sem conhecimento
Sem conhecimento, instatâneo
Se não vimos
Seria mais que de repente.
Extrahumano
Enviado por Extrahumano em 02/02/2006
Reeditado em 02/02/2006
Código do texto: T107380
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Extrahumano
África do Sul, 27 anos
10 textos (320 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:28)
Extrahumano