Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Marca de Paz

Garoa guasqueada
Na tarde de agosto.
Os pingos no rosto,
Pé firme no estrivo.
No barro nativo,
O rastro pra trás
É marca de paz
Que anda pra frente
E invida o vivente
A não parar mais.

No tranco estradeiro
A boca vai solta.
A crina revolta.
O freio mascado.
Chapéu desabado
Corpeia a garoa.
O ritmo ecoa,
Parceiro dos ventos,
Marcando momentos
No chão encharcado.
Iberê Machado
Enviado por Iberê Machado em 03/02/2006
Código do texto: T107611
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Iberê Machado
Viamão - Rio Grande do Sul - Brasil
30 textos (3289 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:50)
Iberê Machado