Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DÁI-NOS ALMA, SENHOR!

DÁI-NOS ALMA, SENHOR!
 
Ceres Marylise
 
Lágrima escondida na clausura
Dos olhos já cansados do infinito.
A que não cura o silêncio e a amargura.
Que não é queixa e não emite um grito.
 
Aquela que não dá trégua e consolo.
A que fere, obceca e atormenta.
A que não tenta mostrar-se e ficar nua
E faz a pena interminável e lenta.
 
Cântaros secos a assomar aos olhos
Estáticos, vazios e sem brilho.
Que enche o coração e o consome
Na dor que chega sem mandar aviso.
 
Manancial retido na garganta
Que no silêncio do ser não se dilui.
Onde não nasce o alívio da esperança
Mas sempre vem aos olhos e não flui.
 
A que não podem ver porque escondida
Na angústia incessante e rotineira.
É preciso meu Deus, que haja alma!
Mas muitos não têm alma para vê-la.
 
 
Ceres Marylise
Enviado por Ceres Marylise em 03/02/2006
Código do texto: T107734
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ceres Marylise
Itabuna - Bahia - Brasil
38 textos (1653 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 19:58)
Ceres Marylise