Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Herança

Herdei, das pilchas do velho
Dois lenços de nó atado.
Um chimango e um colorado.
Duas bandeiras de glória.
São dois farrapos da história
Que meu pai, um índio grosso,
Amarrava no pescoço
Como um preito de memória.

Um par de botas bem feitas
Com pelica do Uruguai
Que nas tropeadas do pai,
Conheceram mil rincões.
Plantadas como bastiões
Na terra xucra do Pago,
São a memória que trago,
Amadrinhada aos garrões.

Uma guaiaca de cromo
Com maleta apresilhada
Que ainda dá uma quarteada
Pra guardá algum documento.
Garra teatina que ostento
Com orgulho e altivez.
Que eu forro, um dia, talvez,
De pelegas pro sustento.

A faixa de seda pura
E o pala, todo de flecos,
Completam estes tarecos
Que repontam no passado.
São pedaços de um legado
De amor à terra Gaúcha.
Quanta saudade, ala pucha.
Do Alfredo Costa Machado.

Iberê Machado
Enviado por Iberê Machado em 06/02/2006
Código do texto: T108590
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Iberê Machado
Viamão - Rio Grande do Sul - Brasil
30 textos (3286 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:44)
Iberê Machado