Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

e-m@ils


foi por causa de uma imorredoura paixão
que acabamos, ela e eu, no mesmo caixão.
(Romeu@Verona.com.it)

induziu-me a serpente a erro fatal
ao comer Adão desse fruto banal.
(Eva@Éden.com)

selou meu destino infernal essa romã,
pois a comi achando que era maçã.
(Proserpina@Hades.com.gr)

mais cabeça teve a Carlota Joaquina,
pois a minha perdi-a eu na guilhotina.
(MariaAntonieta@PlacedelaRevolution.Paris.fr)


com a tirania não discuta,
ela te fará beber cicuta.
(Sócrates@Atenas.com.gr)

pois foi depois de muito eu tentar
que voei no mais pesado-que-o-ar.
(SDumont@Paris.com.fr)

ao falar que, em torno do Sol, a Terra se movia
descobri que ninguém da Inquisição me ouvia.
(GGalileu@Pisa.com.it)

eram tantas flechas que cobriram o céu,
assim acabei indo, com outros, pro beleléu.
(Leônidas@Termópilas.com.gr)

todo aquele que zombou da previsão de Noé,
acabou na água, sim, ficando sem pé.
(whois@MountArarat.net.com)

ah, ninguém viveu tanto um AMOUR
como essa Madame Pompadour.
(MPomp@França.com.fr)

***

Moacir et Selena 2003
brilhe a vossa LUZ!

c'est la Vie!
Moacir et Selena
Enviado por Moacir et Selena em 07/02/2006
Código do texto: T109048

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome dos autores e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Moacir et Selena
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
736 textos (71182 leituras)
8 áudios (1059 audições)
5 e-livros (2339 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:45)
Moacir et Selena

Site do Escritor