Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Promissão



Já posso partir
Todos os restos deixados, partidos, pontiagudos,
não sangram mais às mãos destino
Tênue é o pensar com os próprios pensamentos
Aquilatado é o que consumimos enquanto dormimos
os dias de nossa fugaz inteligência

O sangue é meu soro
Em gotas passam-se os dias
Existo porque penso,
Logo, vivo?

Meus sonhos tem janelas
a convidar-me a ver o que sou
correndo lá onde minha liberdade é vento fresco
Emudeço e no silêncio
descrevo-me sem necessitar das palavras
leandro Soriano
Enviado por leandro Soriano em 11/02/2006
Código do texto: T110707
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
leandro Soriano
Santos - São Paulo - Brasil, 59 anos
199 textos (8364 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:29)
leandro Soriano