Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando...

 
 
Quando meu corpo inerte receber as flores que a vida me negou,
e minha fronte rígida for banhada por lágrimas de hipocrisia e saudade,
procurarei em vão por toda parte,
por meu amigos(as) chamados virtuais.
 
E refletindo em outra dimensão em meio a lágrimas de saudade e solidão,
lembrarei das mensagens carinhosas que recebi e enviei,
e que ao buscar fazer amigos(as), foi irmãos que encontrei.
 
E até esquecerei das tristezas que tive e não contei,
ao ver que alguns deletaram mensagens poéticas que criei.
 
Se fui ridículo, inoportuno ou insensato,
terá sido válido, eu sei ! pois optei por ser eu mesmo,
a ser um triste, amargurado e aprisionado " Rei".
 
Verei então, Marias,Sônias, Rosanas e inúmeras outras pedras preciosas,
amigos leais ou duvidosos nos quais totalmente "desarmado" acreditei,
que um dia tive em um universo utópico e virtual,
mas que agora encontro despidos de vaidades, medo e preconceitos,
transparentes que são a minha alma intangível e imortal.
 
Se um dia no silêncio da saudade,
notarem com tristeza e ansiedade,
minha ausência em sua caixa postal,
olhem para o firmamento, pois o bom Deus por certo vai me ajudar,
a realizar meu mais sublime desejo,
o de vir a ser mais uma luz a vos guiar.



Site do autor:

www.luzdapoesia.com



Blog do autor
http://meuamorpoesia.blogspot.com/

Site
www.LuzdaPoesia.Com

Diretos autorais reservados.
FalcaoSR
Enviado por FalcaoSR em 13/04/2005
Reeditado em 09/04/2010
Código do texto: T11174
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FalcaoSR
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
202 textos (26765 leituras)
7 áudios (1511 audições)
8 e-livros (331 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:15)
FalcaoSR