Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vazio de Tudo

Ele que tinha um ar de quem havia
Encontrado um pote d’ouro no final do arco-íris...
Ele que exibia o peito inflado,
Queixo erguido, olhos altivos e brilhantes...
Ele que tinha o rei na barriga...
Ele que parecia intransponível...
Ele que vinha cheio de novidades pra contar
Para todos que cruzavam o seu caminho...

Agora, só vive do passado;
Agora, parece transpassado;
Agora, acabou o seu reinado;
Agora o seu peito está pesado,
Vazio de tudo o mais...

Ele que tinha os sonhos impossíveis,
Que piscavam como luzes no fim de um túnel...
Ele que não achava mal nenhum se o sol se fosse
Num dia de feriado...
Ele que não tinha inveja de ninguém...
Ele que trazia o riso frouxo...
Ele que vinha cheio de flores nas mãos,
Palavras-doces e suspiros pra ofertar...

Agora, acabou-se o que era doce;
Agora, seu riso amarelou-se;
Já não vê mais graça nos romances,
E traz um olhar meio distante,
Vazio de tudo o mais...

14 de Fevereiro de 2006
Teco Sodré
Enviado por Teco Sodré em 14/02/2006
Reeditado em 14/02/2006
Código do texto: T111773

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Teco Sodré
Salvador - Bahia - Brasil, 38 anos
274 textos (12536 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:08)
Teco Sodré