Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUE TEMPOS, NÃO?


a máxima de um tempo estúpido:
                                           ‘EU PRIMEIRO’.


                       cada um se tem como medida das coisas
                       não há itinerários, nem horários sociais


                                                                  os panópticos,
                                                              os “grandes irmãos”
                                                                      somos nós


                       nos espreitamos,
                       tomamos cálices,
                       à espera de imolações contínuas.


                       ai de quem recusar os carimbos,
                       é preciso o velho dogma:
                                                               “MISSÃO CUMPRIDA’.


                       tudo flui, tudo se engrena, tudo se constrói
                       como os vetustos melodramas hollywoodianos.






Ary Carlos Moura Cardoso
Enviado por Ary Carlos Moura Cardoso em 15/02/2006
Reeditado em 03/12/2009
Código do texto: T112030
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Normal.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ary Carlos Moura Cardoso
Palmas - Tocantins - Brasil
1002 textos (256384 leituras)
1 áudios (293 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:17)
Ary Carlos Moura Cardoso