Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INERTE

As inquietações de um homem
Está no seu “sentipensar”
Pois se sente é porque pensa
E se pensa é porque seu pensar o  leva a sentir.
Mas não parece bastante
Quando tudo parece distante
De si, ainda que diante
De seu ver, pensar, sentir e agir.
Pois sua visão o faz cego.
Seu pensar já não mais o faz pensante
Seus sentimentos estagnaram diante si mesmo
E do mundo a sua volta.
Logo, se torna inerte e seu agir inexiste.
Porque seu sentipensar pensasente parecem distantes
em tempos idos.
Tempos da adolescência, da juventude.
E do adulto, mas que para o idoso,
Tudo parece passado.
Tudo parece perdido
Afinal, nada mais sente.
Nada mais pensa.
JOSÉ FLÁVIO DA PAZ
Enviado por JOSÉ FLÁVIO DA PAZ em 15/02/2006
Código do texto: T112291
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ FLÁVIO DA PAZ
São Paulo - São Paulo - Brasil, 45 anos
60 textos (36404 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 03:56)
JOSÉ FLÁVIO DA PAZ