Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ACABOU !.......

                GRAÇA da PRAIA das FLECHAS


As luzes da Ribalta
apagaram-se,
o que fazes aí ainda,
palhaça sem platéia?
Será que não percebes
que perdestes a graça,
que teu sucesso foi efêmero,
como efêmera é
a beleza de uma rosa?
Que estás murcha
e já não tens o perfume
e o esplendor de antigamente?
Que, tuas piadas
já não fazem mais rir à ninguém?
Pobre palhaça sem graça,
desças deste palco,
ele não te pertence mais!
Não precisas mais representar,
sorrir mesmo quando tinhas
vontade de sentar e chorar....
Saias daí, voltes sozinha
para teu canto,
pois nem sequer
sobrou alguém,
para te ajudar a descer....
Tuas pernas já estão bambas,
a velhice vem rapidamente,
não notastes isto ainda?
Por que tivestes a ilusão,
de que ainda haveria
público para ti?
Foi pura maldade
o que te fizeram, pobre palhaça....
Acreditastes em quem não devias,
agora não adianta chorar,
tua hora terminou,
não haverá mais espetáculo,
onde tu eras a figura central,
acabou-se....
Vá derramar tuas lágrimas
em outro lugar,
aqui na Ribalta,
tu não podes mais ficar,
Pobre Palhaça sem Graça....



Direitos Autorais Reservados ® *** Campanha pelos Direitos Autorais na Internet ***
NITERÓI-RJ
GRAÇA da PRAIA das FLECHAS
Enviado por GRAÇA da PRAIA das FLECHAS em 18/02/2006
Código do texto: T113622

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (não a modificar em nada ,Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
GRAÇA da PRAIA das FLECHAS
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
538 textos (132947 leituras)
36 áudios (30833 audições)
1 e-livros (167 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:33)
GRAÇA da PRAIA das FLECHAS