Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempo

Os olhos do tempo presente
Como são grandes e lúcidos!
Vêem através de gestos confusos
Até o contrário do que temos em mente.

Os passos do tempo presente
Como são paulatinos,
Se, um do outro, vivemos ausentes!
Juntos, todavia, o tempo é repentino.

Do tempo presente, a fluência
É zonza, surda e fora de sintonia.
Se repleta de segundos e da ausência
De quem nos conforta o dia-a-dia.

Ainda não nasceu filósofo que o entenda,
Só quem vive o momento sabe o prognóstico.
Por isso há esta contenda
Entre as três fases do tempo cronológico:

Presente, passado, futuro: todos fictícios.
Mas cá entre nós:
Prazeroso é viver os interstícios.
Deixemos a ciência dos tempos a cargo dos teóricos.

Cid Rodrigues Rubelita
Enviado por Cid Rodrigues Rubelita em 24/02/2006
Reeditado em 13/06/2007
Código do texto: T115663
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cid Rodrigues Rubelita
Curitiba - Paraná - Brasil
146 textos (4844 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:45)
Cid Rodrigues Rubelita