Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SER VAZIO!

Oh! Não raro invejo o ser insensível!
Porque não sofre, por não sentir tanto
E me pergunto: Como isto é possível?
Essa frieza que me causa espanto!

Não enxerga muito os males do mundo.
O que é essencial, sequer assimila.
Pensa, mas o pensar não é profundo.
Vive a vida, sem contudo, sentí-la.

Ver além, saber mais... é a alma inquieta,
O qual espinho cruel da existência
Chagas doídas a ela acarreta.

Mas prefiro ser infeliz e expio,
Pois o viver flagela sem clemência,
A ser pedra! A oco ser! Ser vazio!
JOÃO OSMAR
Enviado por JOÃO OSMAR em 05/03/2006
Reeditado em 23/04/2006
Código do texto: T118890
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOÃO OSMAR
Salesópolis - São Paulo - Brasil
87 textos (6394 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:49)
JOÃO OSMAR