Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AVESSOS DA VIDA

Ínfimas horas de justiça assisto
Em tudo que existe pelo homem feito.
Tento crer na bondade, mas desisto;
Não há vez para tudo que é direito.

As leis da ética na vida expostas,
Sejam de Deus, do próprio ser humano
Não são aceitas; sequer há respostas
O mundo se tornou indigno e profano

Se o mal sempre houve nesta nossa esfera,
Jamais existe tanto quanto agora.
E reina altivo; vencida está a guerra.

O bom, abatido, a derrota chora.
Aos maus, todos os louros, só quimera
Oh! Este avesso! Este inferno! Esta Terra!
JOÃO OSMAR
Enviado por JOÃO OSMAR em 10/03/2006
Reeditado em 11/04/2006
Código do texto: T121458
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOÃO OSMAR
Salesópolis - São Paulo - Brasil
87 textos (6401 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:09)
JOÃO OSMAR