Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Prefácio CHE QUEVARA E A TRANSFORMAÇÃO DA SOCIEDADE

CHE QUEVARA
e a
Transformação da sociedade

FLÁVIO MARTINS PINTO
Fundação BIBLIOTECA NACIONAL/MEC
Escritório de Direitos Autorais
Nº de registro: 332.524-Livro:590-Folha:184
Protocolo de registro-2004RS_332

A todos que se indignam contra aqueles que manipulam a mente humana para fins escusos e os que tentam justificá-la alardeando que é para a salvação do homem.
O autor

" A Rússia espalhará seus erros por todo o mundo.... mas no final meu coração imaculado triunfará"
Nossa Senhora de Fátima, Fátima/Portugal-1917

FLAVIO MARTINS PINTO

Porto Alegre-RS,2003

SUMÁRIO
Apresentação
1. Prefácio
2. Che Quevara
3. A discussão
4. Apresentação da tese
5. A intervenção do D. Calú
6. A viagem
7. A apresentação da tese-2ª parte
8. A visita do amigo Turíbio
9. A conversa esquisita
10. A consulta da Tildes
11.Na Associação Empírica Psicoanalítica e Psiquiátrica
12. O convite
13. A contra-consulta
14. A outra consulta possível
15. Na Sociedade Filosófica
16. A reunião do condomínio
17. Uma visita surpreendente
18. A entrevista
19. Uma conversa amiga
20. O desaparecimento do Quevara
Anexos- O organograma, Retrato falado e a Doença esquizofrênica socialmente adquirida

Esta é uma obra de ficção e os aspectos apresentados são mera coincidência.

PREFÁCIO DO AUTOR

Seguidamente me pergunto onde estava com a cabeça quando decidi colocar no papel as estripulias do personagem. Aliás, para quem é gaúcho ou porto-alegrense , ou então morou por estas bandas nestes últimos anos, sabe que os ingredientes do delírio socialista que se abateu no Rio Grande de São Pedro estavam á tona.
Logo que aqui cheguei vindo de Brasília, no início de 2000, constatei o fértil campo para os humoristas de plantão ante a irônica situação criada por um grupo local. As contradições entre atitudes, ideologia e ações carregadas de um senso e imaginação retrógrados travestidas de progressistas ou modernas nos deram todo o arcabouço para o nascimento do personagem, seus amigos, inimigos e tal. Agora, misturar Filosofia Clássica, Psiquiatria, Psicanálise, Informática, Política com tudo o que aparecesse na frente foi, de fato, colossal e um tanto irracional. Mas tudo "fechou" na tese que sustenta o método de cura da esquizofrenia descoberta pelo insigne personagem.
Infelizmente a esquerda brasileira, para não dizer toda a latina e até os remanescentes do pós Muro, estão mais para Grouxo Marx do que o lado que eles pensam que estão. Ocorre que, pela extensão dos seus tentáculos ou sua infinita cara-de-pau, jamais foram tratados explicitamente como realmente são ou anti-heróis, ou até algum personagem alienado , estúpido ou retrógrado. Para eles ainda ser progressista é ter idéias de 1917!!!!!!!
Algo muito interessante neste quadra histórica recheada de informações.
Fui em frente simplesmente escrevendo, escrevendo e deu no que deu: um personagem complexo com idéias complexas. Contudo, sempre tinha a preocupação de como o leitor menos avisado receberia a carga de conhecimentos. Não sei se consegui deixar o texto "digerível". Muitas vezes, enveredando pelas teorias do Quevara, acho que confundi o leitor. Mas não faz mal.
A crítica exposta, que vai da fina ironia ao esculacho, contém algumas verdades muitas tiradas de situações verídicas, como o diálogo do D.Calú com o cachorro da vizinha. Por outro lado, a idéia de inverter o clássico de Platão foi um achado que espero não tê-lo revirado no túmulo.
Não sei se também consegui apresentar ou dar uma ordem na forma distorcida como os diversos grupos de comunistas e socialistas se formam e se agrupam a qualquer pretexto, tendo em comum apenas a visão fanática da doutrina.
Como o fantasma do comunismo não foi enterrado, vaga insepulto nas mentes duras e enrijecidas dos seus seguidores, acredito ter apresentado mais um palco para discussão, tudo dentro do labirinto das idéias marxistas.
Bom Apetite!
FLAVIO MPINTO
Enviado por FLAVIO MPINTO em 10/03/2006
Reeditado em 06/11/2007
Código do texto: T121506

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FLAVIO MPINTO
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 65 anos
530 textos (94082 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:20)
FLAVIO MPINTO