Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aqui e acolá

Há Demasiado tempo que ando ao Deus dará
Pois busco o que demasiado pouco procuro


Aqui e acolá


Preto, branco
O bem, o mal
O equilíbrio está onde não esperamos
Porque mesmo difuso ele é fundamental


Mal me quer
Bem me quer pouco
Escondes-te por detrás de um espelho
Tendo-o que partir e de correr o risco de dar em louco


Quadro
Dum realismo impressionante
Enganas demasiado bem os teus críticos
Pois depois de analisada com olhos imparciais
O abstracto passa a ser a paisagem em ti dominante


E o mais engraçado
É ter sabido sempre a verdade
Ter assistido àquilo em que te transformas-te
Como se fosse uma tragédia
Sendo de tal ordem absurdo
Que na realidade não passavas duma comédia
Dum humor sem sentido
Absolutamente delirante
Pois tiveste o dom de alterar a história
Pois depois de ti
Nada ficou como dantes
Por isso estou-me nas tintas
Se algum dia ficares por cá
Não estarei onde me procurares
Estarei
 

Aqui e acolá

Poema protegido pelos Direitos do Autor
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 12/03/2006
Reeditado em 16/03/2006
Código do texto: T122178

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5078 textos (170361 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 05:45)
Miguel Patrício Gomes