Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chega de enrolação

Chega de enrolação
Iolanda Brazão

Não...
Não dá prara continuar
Então vou tentar sufocar
Este grande amor
Que por certo me trará muita dor
Não vou mais me iludir
Muito menos deixar ser enganada
De forma vil e cruel
Já que só amo pessoas erradas
Sou como um imã
Atraindo só dissabor
Para logo em seguida
Olhar e ver mais uma ferida
Não..
Eu não caio mais em armadilhas
Nem em conversa fiada
Maldade e pura mentira
Portanto vou admitir
Que não nasci para ser amada
Serei sim, uma mulher só
Mas nunca mais serei enganada
Vou aprender a fingir
A ser víl e dissimulada
Aí então...quem sabe um dia
Ainda assim... serei amada
Comigo agora é tudo ou nada
Chega de embolada.
Iolanda Brazão
Enviado por Iolanda Brazão em 17/03/2006
Código do texto: T124390

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Iolanda Brazão
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
343 textos (32009 leituras)
3 áudios (627 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:35)
Iolanda Brazão