Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAÚDE PÚBLICA

Após ver uma reportagem sobre
Saúde publica no meu televisor
Reportei-me a madrugada anterior
Quando o meu lânguido irmão
Com dores terríveis no abdômen
Mórbido se contorcia.

Enquanto na sala a tv eu assistia
Pois, trocara a noite pelo dia,
Devido à doença que o meu irmão acometia.

Ouço um som estranho
Era a voz moribunda
Dum morbo agonizante
Suplicando por socorro

Incontinenti, ao hospital chegamos,
Como era a terceira vez
E o atendente me conhecer
O doutor não demorou a aparecer.

Cara amassada, mal humorado,
Parecia que dormia, tudo bem!
É um direito que o doutor tem!
Não obstante, temos direito,
De sermos bem tratados também.

É um descaso absurdo e absoluto
Com a saúde de alguém
Parece que não se quer descobrir
A doença que se tem.

Ao indagar o paciente
Parece uma inquisição
Dada a aspereza da voz
E a indolência no trato.

A cena que se segue
É o que nos faz entristecer
Nas próximas linhas
Tentarei descrever:

O que é que você tem?
Não sei doutor, dói aqui.
Dor de barriga?
Não, doutor, dor na barriga.
Estou aqui pela terceira vez
Hoje cedo o Sr. me liberou.
O seu problema não é grave
Vai tomar soro e Buscopan, na veia.

Ora! Doutor creio que até eu saiba
Esse medicamento prescrever,
Esperamos do Sr. um exame
Mais profundo fazer,
Ou encaminhar para quem
Possa, assim proceder.

Somente com um exame especifico
A origem da enfermidade descobrirá
E com o medicamento certo
A doença debelará

“Profissional cônscio é raridade
Pois, muito dos que aqui estão,
Conspurcam essa insigne classe
Ante a tudo, inerme está o cidadão”.

Alguns desses, suplicia,
Sumariamente o paciente
Acredito este verdugo
Não tenha parente.

Se me acometer alguma loucura
Por Deus, não me censures,
Pois, meu irmão já foi sumariamente,
Castigado pelas garras do seu algoz

Saúde é:
Bem estar físico, mental e social.
Até quando se vai ao hospital
Acompanhando um enfermo
E chegar o médico
Com a “boca cheia de feno”
Entra um, sai dois enfermo.

Recomendo a alguns desses diplomados
Um curso de qualidade total
Mesmo acreditando que alguns digam:
“ISO não, ISO não”.

GILBERT
Enviado por GILBERT em 17/03/2006
Código do texto: T124485
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GILBERT
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 52 anos
38 textos (2468 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:27)
GILBERT