Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Infesto ao temor

Una-se a mim estimada loucura!
Num elo incompreendido e renegado!
Dos que apreciam um poema calado,
Dos que domam a possessão da criatura

Haveremos de ser palhaços do nosso coliseu
Aplaudiremos nosso próprio espasmo,
Apreciaremos nosso próprio orgasmo,
Como o milagre das chagas num ateu

Viveremos da migalha langorosa!
Ao dia nos recolheremos ao presépio branco,
Para escarrar e participar da nociva anedota

_Pois minha amiga: quando a rebeldia não se sobressai,
O endiabrado se nomeia brando,
E toda coragem ameaçada se esvai!
Carlos Henrique Toledo
Enviado por Carlos Henrique Toledo em 18/03/2006
Código do texto: T125073
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Henrique Toledo
Jacutinga - Minas Gerais - Brasil, 28 anos
18 textos (480 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:37)
Carlos Henrique Toledo