Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sino Da Lamúria

 Desperte e me enxergue sombrios olhos,
 Vês quão pálida és minha face?
 Levanta-te e não temas o lúgubre sussurro,
 Apenas quero tocar-te mais uma vez

 Você pode sentir o meu toque nos calafrios da noite?
 Sente os meus beijos nas navalhas da brisa?
 
 Ouvi o sino de tuas lamúrias e deitei-me ao teu lado
 Agora estou para sugar as lágrimas que vertem de tua alma
 E na fria e úmida madrugada,
 Estou para congelar o sofrimento suprimido

 Escorrendo medo de seus olhos vejo as manchas da loucura,
 Vejo a discórdia... pura vaidade...
 
 Por longo vivi nas sombras de teu quarto,
 Toma-te um pedaço de minha'alma
 E procure dentro dela a razão,
 Encontre a escuridão que rudemente a decompôs

 E eu prisioneira de teus lábios que suplicam o perdão,
 Caminho através do véu negro da morte
 Rastejando, clamando e sangrando,
 Pela partida, breve que me encontre.
Lidianery Massari
Enviado por Lidianery Massari em 19/03/2006
Código do texto: T125328

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria própria de Lidianery Massari). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lidianery Massari
Jacutinga - Minas Gerais - Brasil, 30 anos
17 textos (544 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:32)
Lidianery Massari