Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOU TANGINO


REBITEI A TANGA DE SANTA CRUZ,
ERA SOL FRESCO...
PERGUNTARAM-ME: PRON’ CE VAI?
DIRETO E RETO, DEITEI O CABELO,
A CAPELA DO ZOE PESADA PELA TRISTEZA: CHOREI!
OS PÉS UMA PRECATA ORNANDO,
PARECENDO GALINHA DO PÉ QUEIMADO:
Ô VIDA!...EXCLAMEI!
ANDEI, ANDEI...
HOJE COM ALGUM REQUEIJÃO DE GARUPA NO ROSTO,
MUITA ALEGRIA, POUCO DESGOSTO...
DOU UMA CUBADA NO PASSADO...
TEMPO CUSTOSO! TEMPO SAGRADO!
SUBO A SERRA, VEZ EM QUANDO...
SANTA CRUZ MEU LAR ETERNO! CIDADE CHIQUE SEM TANTO!...
TOMO PIÃO NA UNHA COM O DESCASO DE UM OU OUTRO CONTERRÂNEO.
LOGO ME REFAÇO! ESQUEÇO O REGAÇO!
MINHA TERRA! MINHA MUSA!
NÃO PERTENÇO AO TIME QUE SÓ TE USA...
SEM QUEIXA, SUBO O BECO DA LÊXA...
 ESPIO A PAISAGEM!
 IMAGINO MINHA MORADA DEFINITIVA,
QUANDO VIRAR O PÉ PRO SERENO.


Fatima Paraguassú
Enviado por Fatima Paraguassú em 21/03/2006
Reeditado em 21/03/2006
Código do texto: T126146
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fatima Paraguassú
Goiânia - Goiás - Brasil
82 textos (5963 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:36)
Fatima Paraguassú