Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempo

Chega varrendo a vida
de uma forma rápida e inevitável,
porém imperceptível.
Chega fazendo estragos:
mudanças, sinais, rugas na alma.
Chega depressa e sem dó.
Deixa o oco da solidão
Deixa o medo do fim.
Próprio daquilo que devasta,
que elimina, que subtrai.
Marca, fere, aniquila.
Olho para o espelho
Não me vejo refletida nele.
Ele corre, voa, sempre com pressa,
muita pressa.
Torno a olhar no espelho.
Não me reconheço.
Mesmo assim, vejo minha história passar.
Vejo que meu destino nunca esteve
em minhas mãos.
Sigo em frente.
Deixo o que me fere para trás.
O tempo não me obedece.
Não volta mais...
SueliFajardo
Enviado por SueliFajardo em 21/03/2006
Reeditado em 04/12/2012
Código do texto: T126588
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SueliFajardo
Jandaia do Sul - Paraná - Brasil
942 textos (29986 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:20)
SueliFajardo