Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Colheita do Amor...



Reconheças com sabedoria
A hora exata de colher teu fruto
Não te apresse a fome da alegria...

Não te envenene o escorpião astuto
Nem te peguem com os pés descalços
E não te apresses por carinhos falsos...

Num bocejo restaram os sonhos findos
Aos males não resolvidos – não te apresses
Por outros tantos já repetidos
Em lume cortejo.

Escravizada ao gosto do teu beijo.
Pelo cansaço e pelo amor vencido,
De ver alguém ao lado adormecido,
Que não te apresse a sede do desejo...


Ivete Tayar
(autora)

Direitos Autorais Reservado
Lei nº 9.610







Ive
Enviado por Ive em 23/03/2006
Código do texto: T127235
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
217 textos ( leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:52)