Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Partiste

              Poema 500 da minha breve obra
                         PARTISTE
                           (II)

Na altura em que chegas-te
Partiste
E eu nunca cheguei realmente a saber
Se realmente ficaste

Partiste

Um raio de sol que me iluminava
Partiste
Em plena e leda madrugada

Partiste

O coração em demasiados lugares comuns
Valha a verdade
Afinal quem eras tu?

Partiste

Para um lugar duro e indefinido
Se calhar é o teu céu
Inferno pois não estás comigo

Partiste

A loiça toda na nossa despedida
Que eram as palavras que te dei
E que colo agora de forma indefinida
Porque fiquei perdido e sem orientação
Pois eram essas palavras
Que davam ao imenso que sentia por ti vazão
Partiste
E já foi há uma eternidade
A vida continua
Outras te tomarão o lugar
Diz a lei que reina nas ruas
Por onde eu ando
Ou hei-de andar
Sóbrio ou ébrio
Mas de preferência longe do teu olhar
Porque a imensidão se ganha nas ideias
E também nos ideais
Eu amo-a mais do que a vida
E por isso na minha história não vais ficar nem nos anais
Simplesmente porque cruamente

Partiste

Poema protegido pelos Direitos do Autor
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 25/03/2006
Código do texto: T128406

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170334 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:35)
Miguel Patrício Gomes