Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOU GAÚCHO

Somos os cavaleiros destemidos,pampas,
bombachudos, de longas cavalgadas
pelas estradas de chão, 
o sonho de um galpão
pra churrasquear,
um baile com vanerão,
uma prenda conquistar.
Nos capões,serras,longas fronteiras,
gaudério não faz asneiras,
cuidando do gado,longas jornadas,
e nas madrugadas,
um bom chimarrão.
Gaúcho,riograndense,uruguaio ou argentino,
chamamo-nos de "vecinos",
nascemos no mesmo chão.
Somos livres, pampas verdejantes,
orgulhosos, triunfantes,
da gloriosa tribo Guarany.
E quem nasce aquí,
eh...gauchada macanuda,
me aguarde  prenda preciosa,
sou cavaleiro, sou prosa,
tou chegando na querência,
tenha um pouca de paciência,
neste pago vou chegar.
E na manhã do outono,
este gaúcho valente,
este andante vivente,
vai a bailar, bailar...
Neste tosco rancho,
acordeona é a orquestra,
e na noite da festa,
bailar contigo querida,
churrasquear,
dançar e dançar,
até a aurora, no clarear
de nossa vivência,
este velho índio da querência,
vai contigo se casar!




Maurélio Machado
Enviado por Maurélio Machado em 26/03/2006
Reeditado em 26/03/2006
Código do texto: T128856
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maurélio Machado
São Bento do Sul - Santa Catarina - Brasil
7707 textos (1651605 leituras)
2 áudios (1128 audições)
88 e-livros (6116 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:58)
Maurélio Machado