Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lágrimas e pão

Lágrimas e pão
Sandra Ravanini

É tão triste ver uma mesa rendada em rócio:
num desapego a boca ultraja o alimento,
fermentando a herança na fartura do ócio,
arrastando um amordaçado ao julgamento.

Foram meus os olhos postos em tantos destroços,
a mim coube somente o dom da vã esperança,
beijando um irmão embriagado e em remorsos,
ninando em meu peito o riso de duas crianças.

É tão triste a acidez desse disse-não-disse,
mas nada faço, além de corromper a rendição,
aguardando a ruína histérica da sandice,
manchando a toalha branca e a saga do perdão.

Se não te quero, se tu não queres, se não nos querem!
Fui tão triste àquela mesa posta em procissão.
Se não te firo, se tu não feres, se não nos ferem!
Foi tão triste engolir a lágrima junto ao pão.

24/03/2005

Sandra Ravanini
Enviado por Sandra Ravanini em 27/03/2006
Código do texto: T129408

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Sandra Ravanini / www.recantodasletras.com.br/autores/sandraravanini). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sandra Ravanini
Campinas - São Paulo - Brasil, 52 anos
161 textos (7110 leituras)
21 áudios (608 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:32)
Sandra Ravanini