Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O belo e a monstra

Poema que transformei em história
Poema ao contrário
O BELO E A MONSTRA
-composição talvez baseada em factos (ir) reais –



Era uma vez
Um absurdo demasiado real

O belo e a monstra

Ele era lindo!
E gostava de coisas estranhas
Não por convicção
Mas por mania
Para tentar ser diferente
Mas ela…era demasiado genuína
E não demasiado estranha para ele…

O belo e a monstra

Conheceram-se numa peça de teatro
Sobre um conto de fadas
Que acabava mal
Foi desamor à enésima vista foi

O belo e a monstra

Ele conhecia no entanto uma história
Contada em noites nubladas
De que um dia ela seria bela…
Num raro acesso de bondade
Ele beijou-a,
De olhos bem fechados,
Incontáveis vezes
Mas o milagre não se deu…

O belo e a monstra

Pois por muito que ambos tentassem
A transformação nunca se deu
Nem nunca se dará
Pois o Segredo
Estava em ele a entender
Verdadeiramente
Em ver nela
A beleza que nunca ninguém viu
Ou quis ver…
Pois o Belo
Além de míope
Em todos os sentidos
Tinha a sensibilidade
Duma pedra preciosa…
Belo como elas
Mas tal como elas
Insensível
Às coisas únicas e relevantes
Da natureza
E por isso
Esta História
Nunca poderia
Ter um final feliz
Ficando para a Eternidade
O impossível casal
Que nunca o foi
Nem nos meus sonhos
Mais inverosímeis
Esta é a história d´

O belo e a monstra

Poema protegido pelos Direitos do Autor
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 29/03/2006
Código do texto: T130362

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170314 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:52)
Miguel Patrício Gomes