Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Devaneios

Devaneios.
 
Sonhos se realizaram,
nada é como antes.
A vida tem outro sentido,
o foco mudou.
 
Sinto como se desperta, o dia raiasse.
a batalha que até então não visualizava,
se cerrou diante de meus olhos úmidos.
A esperança desvaneceu-se,
e novamente brotou para que haja vida ao raiar do dia.
 
Agora, sinto que vivo
sobre uma bomba relógio.
O despertar se faz a cada dia.
Do efêmero passado,
só restam imagens de emoções,
sentimentos despertos em lágrimas,
E vida.
 
O desprezo machucou
mas certamente me fez crescer, e foi-se.
O perfume das flores continua na lembrança
mesmo após a seiva haver se perdido no vazio e na escuridão.
 
Ainda sinto-te respirar...
e isso me incomoda.
Sua dureza, seu vazio,
seu medo de viver.
Suas frustrações, seus pesadelos,
seu cheiro amargo.
 
Ainda ouço a canção.
Mas a morte ronda o mausoléu do amor.

(26.03.2002)
Sheila Campos
Enviado por Sheila Campos em 29/03/2006
Reeditado em 31/03/2006
Código do texto: T130793
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sheila Campos
Taubaté - São Paulo - Brasil, 39 anos
19 textos (2674 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:13)
Sheila Campos