Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Uma Só Voz




Minha voz é a voz do povo
É a voz dos que não calam
E anunciam a liberdade
Na palavra gritada em cada esquina
De voz embargada pelo renovo

Minha voz é a força do homem
Que a mordaça não cala
De encontro ao focinho da palavra
Essa voz que a gritar diz
Novos rumos que nos consomem

À força de braços e de músculos
Faremos um novo porvir
Seremos assim uma só voz
Um só querer querer bem
Anunciando novos crepúsculos

Minha força é tanto maior
Quanto maior for o assentimento
De que o mundo é só nosso
Razão para além do grito
Encerrando na garganta o por maior

Minha voz é a voz do povo
E enquanto este não se calar
Enquanto ele tiver o que dizer
A uma só voz vou gritar
Tudo o que ainda sói aqui fazer-se - de novo

Jorge Humberto
01/04/06
Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 01/04/2006
Código do texto: T132018
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 50 anos
2622 textos (66675 leituras)
22 áudios (937 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:21)
Jorge Humberto