Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sapo Ranzinza


Coacha, sapo, coacha,
Sapo gordo, oportunista, hipócrita,
Sapo que pula de um lado pro outro da lagoa,
Sapo que adora mostrar que tem orígem boa.

Por que coachas tão alto?
Será que tens medo dos concorrentes?
Será que tens medo dos que julga impotentes?
Engraçado como ressaltas o teu salto.

Estou farto do teu barulho!
Estou farto da tua arrogância!
Nadas na lagoa suja, sois mestre da intolerância,
Passeias pelo lodo com maestria, ò ser de futuro obscuro.

Pula, Sapo Ranzinza! Vai pra longe!
Procuras outras terras, outras lagoas, outros pântanos,
Afasta-me do teu barulho, do que julgas um autêntico canto,
Coacha, sapo, coacha,
Choras pelo que tu não podes fazer,
Lamentas pelo que tu não podes ser,
Enfim, carrega o teu fardo, mesmo sem querer,
E procuras outro local onde possas crescer.



* Todos os Direitos Reservados pelo Autor.
 
Fábio Pacheco
Enviado por Fábio Pacheco em 04/04/2006
Reeditado em 29/04/2006
Código do texto: T133664
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Pacheco
Recife - Pernambuco - Brasil
1095 textos (55927 leituras)
10 áudios (233 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:47)
Fábio Pacheco