Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Virgem


Sim. Existe uma
mulher que dedicou toda sua vida
ao amor humano. Fraterno, incarnal e puro
Descongelou o coração dos homens som suas mil
lágrimas e embalou cada sonho como se seu fosse
...Mulher de alva pele, delicada boca...
nariz fino, olhos amendoados, coração de uma
impossível descrição e imensa compaixão...
Nunca deixou despidas as esperanças alheias
vestiu-se do manto sagrado com humildade...
sorria, andava e brincava com as crianças sempre
com naturalidade. Não se importava com a chuva
molhando a grama, ela gostava de caminhar com os
pés nús, bailava dia e noite, e todod os dias ela
fazia uma oração pelas crianças, ela nunca pediu
nada para si, sempre deu mais do que tinha, jamais
aceitou oferta por seu trabalho. Seu sorriso era calmo
e sutil como aves sob o céu, seu caminhar sereno e
meticulosamente indagador. Não usava batom
mas os lábios eram sua força maior, palavras
medidas e macias, ternura expressa
 da maneira melhor, mulher sem
medos ou irritações, sempre aberta
de braços e mente...Inocentemente
um dia se abriu demais
Maria, pariu.
Janaína Poletti
Enviado por Janaína Poletti em 10/04/2006
Reeditado em 10/04/2006
Código do texto: T136934

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Janaína Poletti
Gramado - Rio Grande do Sul - Brasil, 56 anos
134 textos (11166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:50)
Janaína Poletti