Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


É complicado, não dá para não vir aqui
Não ler os amigos
Não postar meus devaneios
Oh! Céus, como é difícil
Parece que falta algo em mim
Sinto falta dos amigos que aqui tenho
Me sinto perdida
E que a solidão fica muito maior
Falta um pedaço de mim
Quando aqui estou o tempo voa
Quando me ausento ele se arrasta
Tento ficar longe
Impossível, não consigo
Estou sofrendo de uma grave doença
Estou com Recantivicio Agudo
Será que tem cura?
Acho que não!
É fatal, doença terminal...
Incurável
E o que não tem jeito ajeitado está
Então só me restar poetar até o final dos meus dias
Vocês vão ter que me aguentar
E meu medico disse que não posso ser contrariada
Recantivicio mata se não for acessado diariamente
E varias vezes por dia!

NOJENTO TCHAMMMMMMMMM ... RS

***

ÐäMå Ðë ÑëG®ö

Apenas uma mulher que já riu, amou, se entregou e chorou.
Escrevo o que sinto, como sinto quando sinto.
Longe, muito longe de ser uma poetisa sou apenas alguém que sente!

***

Beijos.
Dama De Negro
Enviado por Dama De Negro em 11/04/2006
Reeditado em 12/04/2006
Código do texto: T137270

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dama De Negro
São Paulo - São Paulo - Brasil
1890 textos (146144 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:34)
Dama De Negro