Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O GRITO



O grito preso na garganta
Cultivado por gerações
O silêncio que de tão audível fala
A incompreensão que de tão intensa voa
Sob as ondas revoltas do mar
Inquieto gigante de sal
Voz retumbante e real

O grito de guerra
De paz e de contemplação
Pelos descamisados
Pelos injustiçados
Por todos sem pão e nem mel
Pela labuta dia a dia
Pela cor de bandeira
Desbotada de verde e amarelo.
pássaro poeta
Enviado por pássaro poeta em 11/04/2006
Código do texto: T137498

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pássaro poeta
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
532 textos (101470 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:48)
pássaro poeta