Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ABISMOS

Hoje estou com medo,
Um medo enorme um medo de mim
Um vazio se abriu como um abismo
Está sob os meus pés.

Quanta é a falta, tanta é esta dor
Que me isolo sem consolo em solidão
Dói-me o peito e lá do fundo agora correu
A ultima lagrima do meu coração que foi teu

Saístes sem nada explicar
Fugistes como foge o ladrão
Levastes meus planos e sonhos
Por  travessura tirastes minha paz

Mentes agora pra ti mesmo
Dizendo-te de que nada fizeste
Fingindo estar em pura amargura
Escreveste com as teclas da ilusão
Que fincaram de forma e inclemente
Punhaladas fatais desferidas no coração

Tentaste lembrar-me de um sempre
Prometeste sabendo que nunca haveria
Firmaste falso a mim, perante ao Senhor
Aquilo que já sabias que jamais cumpririas

Disseste que satisfiz teus desejos
Elogiaste os meus simples carinhos
Juraste ser eu tudo que sempre quisera
Que comigo o todo e tudo irias compartilhar

Com a mesma poesia que te iniciei
Espero ter as forças pra findar
Aquilo que pensei ser amor
É , sempre foste e  serás
Uma mera passagem
De ilusão fugaz
Zoiudo
Enviado por Zoiudo em 11/04/2006
Código do texto: T137594
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zoiudo
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
82 textos (5736 leituras)
11 áudios (1362 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:39)
Zoiudo