Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Papos de Peruas


Cocorocó... lá vem as peruas... cocorocó,
Caminham elegantemente nas pontas dos dedos,
Tocam o mínimo possivel no chão, nos enxertos,
E sorrindo dizem: - Somos peruas, não temos dó!

Ora... corocó, parabéns pelas roupas que usam,
De fato transmitem o poder que querem transparecer,
Andam na moda, vivem no mundo do ter e do ser,
Usam o dinheiro do peru, usam cheques que não cruzam.

- Vejam aquele vestido, tenho de compra-lo agora!
Cocorocou uma das jovens peruazinhas,
Coberta de penas novas, bonitinhas,
Adentrando com as suas patinhas em um dos poleiros.

Ouve-se de longe a cocorichada,
Assustando os outros animais do Sítio Serenata,
Elas estão em êxtase, realizando os seus mais fúteis desejos,
Consomem tudo, não deixam nada para os seus herdeiros,
Sairei de junto, a barulheira incomoda-me,
Tenho medo do alvoroço, na verdade, sufoca-me,
E arrepia-me o som das suas vozes finas e estridentes dizendo:
- Somos peruas, não temos dó!



* Todos os Direitos Reservados pelo Autor.
Fábio Pacheco
Enviado por Fábio Pacheco em 13/04/2006
Reeditado em 24/04/2006
Código do texto: T138265
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Pacheco
Recife - Pernambuco - Brasil
1098 textos (55968 leituras)
10 áudios (233 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:06)
Fábio Pacheco