Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REAJO, LOGO EXISTO

 REAJO, LOGO EXISTO
                                   (Soneto)


Sou crítico e reajo... logo existo.
Se a sátira me salta... porque não?
Assim já nos dizia Jesus Cristo...
Falai sempre que vires ter razão.


Assim vou versejando e resisto...
Meus versos de maneira como são.
Que me importa eu atingir aquilo e isto...
Se a poesia assim, me dá razão?...


E assim vou navegando neste mar,
Aonde somos tantos a remar...
Agrado ou desagrado, eu estou contente!


Atravesso as marés à luz do dia...
Serei igual a mim na Poesia
Reajo logo existo, eu sou vivente!...
João da Palma
Enviado por João da Palma em 16/04/2006
Código do texto: T139898
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João da Palma
Portugal, 76 anos
101 textos (8775 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:56)
João da Palma