Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO SOU A OUTRA!



Não sou a outra!
Nunca fui, recuso-me a ser.
Antes perder-te… amando-te!
Do que ser… coisa pouca.

E perder o meu viver,
Na certeza insana,
De nunca saber…
Se quando me deixas,
Assim tão louca,
Na partida…

Se foi por amor,
Ou apenas vontade
Indefinida,

De satisfazer,
O cúmplice desejo,
De prazer…
Ou apenas
Óbice da despedida.

Agora… basta!
Tanto sofri,
Tanto chorei…
Que parei!

E tudo analisei…

Neste infinito,
De lágrimas choradas.
Apenas sei,
Que finalmente, cheguei…
A uma incongruência:

“Num amor salpicado,
De lágrimas e ausência,
Não pode existir lugar,
Para a felicidade!
Apenas sonhos,
Que preenchem… a triste realidade!”

E eu… ainda tenho direito,
A procurar a minha felicidade!


© Luís Monteiro da Cunha
2005
Luís Monteiro da Cunha
Enviado por Luís Monteiro da Cunha em 17/04/2006
Código do texto: T140637

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Luís Monteiro da Cunha). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luís Monteiro da Cunha
Portugal, 54 anos
36 textos (837 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:49)
Luís Monteiro da Cunha