Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A flor do asfalto

Herculano Alencar

Tinha uma flor no meio do asfalto!
No meio do asfalto tinha flor!
Era uma rosa (sem tirar nem pôr)
de pétalas erguidas para o alto.

Quem lá pôs a semente que brotou,
não se sabe ao certo, niguém viu quem era.
Supostamente o vento a trouxera
e lá deixara quase por favor.

Tinha uma flor no meio do asfalto
que só sobreviveu por um milagre.
Todo mundo viu, todo mundo sabe.
É fácil ver que é uma flor de fato.

Quem trouxe a semente que a fez brotar,
não interessa, isso importa.
Se o asfalto guarda tantas coisas mortas
e a rosa vive, por que não regar?!
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 17/04/2006
Reeditado em 05/05/2012
Código do texto: T140752
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1334 textos (57790 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3193 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:28)
Herculano Alencar

Site do Escritor