Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIMITE


Caía sossegadamente, a tarde.
lá no horizonte a reluzir...
Há calma tão completa  em sua atitude,
E  observando  o domínio naquele ato
Pus-me  a admirar sua  lealdade.

Penetrante melancolia do crepúsculo,
Chorando  ao som do vento uivante
Que à  partir  daquele  instante
A noite reina  em absoluto.

Fico  a  olhar  esta transformação
Respira o ar  com saudade doída,
Mesmo assim, o dia de beleza impar,
Vai-se embora, com um adeus,
E uma lágrima no olhar.

Limite,  -    eis o limiar..
Morgana Rosa
Enviado por Morgana Rosa em 19/11/2004
Código do texto: T141

Copyright © 2004. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Morgana Rosa
Salvador - Bahia - Brasil
248 textos (11204 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:20)
Morgana Rosa